Páginas

domingo, 3 de julho de 2011

3º Domingo Depois de Pentecostes.


A Maledicência.

"Este recebe os pecadores e come com eles." (LC. 15)

Os fariseus criticam a familiaridade de Jesus com os pecadores; maliciosamente ensinam que Jesus não é santo, porque come com gente de má vida. Eis a perfídia dos maldizentes.

A maledicência é um vício detestável;
É contra a caridade, que nos manda amar o irmão, não o tornando desprezível...
É contra a justiça, porque priva o próximo de um bem precioso: o bom nome, a reputação...
É um vício comum: reina mesmo entre pessoas que se dizem cristãs, católicas, e se tem por exemplares...

Fujamos deste vício que torna mal vistos os discípulos de Jesus Cristo.
Fujamos do maledicente, como quem foge de uma doença contagiosa.

Desviemos da conversa que fere a reputação do próximo e repeendamos com doçura os detratores.

Demos sinal de desagravo...
Mostremos semblante severo...

Falemos com toda a franqueza: não me agrada uma conversa que ataca a reputação alheia.

Se o nosso nome é atacado, consolemo-nos com Jesus, que fazia bem as almas, atraía os pecadores... E sua caridade era mal interpretada.

Procedamos corretamente e deixemos o mundo. - Deus é o nosso juiz...

Rezemos por aqueles que nos atacam, imitando o nosso mestre... Dele receberemos o prêmio.

Missal Dominical Popular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que o Espírito Santo possa conduzir-te ao comentar esta postagem.

Qualquer comentário que seja contra o que aqui está escrito, não será aceito!

Salve Maria!