Páginas

domingo, 6 de março de 2011

Tudo acontece. As vezes é Inevitável.

Salve Maria!

Um dia se foi, mais uma etapa cumprida!
Fiz tanta coisa... E em meio as "paradas", pude pensar bastante no que estava ao meu redor, no que eu estava fazendo, no que as pessoas estavam pensando, enfim.
Eu não sabia bem como começar esse post, achei muito complicado me expressar aqui para os leitores, mas tentar não custa.

Em meio a todos os ensinamentos que tenho, a cada dia fico mais supreso com as coisas que aparecem na minha vida: coisas para eu ver, coisas para eu sentir, coisas para eu viver. Fico ainda mais surpreso quando fico sabendo do que ocorre na Santa Igreja.

Como católico praticante, estudo de tudo um pouco sobre a Santa Madre Igreja Católica, que é a minha casa, e é onde tenho um contato maior com Deus. É onde posso subir ao calvário com a Sempre Virgem Maria, para junto dela, sentir os sofrimentos que o Meu Senhor e Salvador Jesus Cristo sentiu.

Essa semana que passou pude perceber que muitos católicos vão a Missa somente por ir. Dizem que é legal, dizem que é animada, dizem muitas outras coisas. Quando um de nós fala da tradição da Igreja, nos chamam logo de "bitolados" ou "fanáticos" por algo morto. A tradição da igreja não é algo morto, pelo contrário, é algo bem vivo onde as pessoas ao assistirem a Santa Missa, veem a santidade do sacerdote, e assim, buscam sua santidade em meio a sociedade. Eles se doam e desfrutam de todas as bênçãos obtidas na Missa.

Quando apontamos os erros do modernismo para um modernista, estamos cavando a nossa própria cova. Por que é tão difícil das pessoas entenderem o que realmente é certo? Eu fico indignado quando alguém vem dizer para mim que a Santa Missa Tridentina não é válida. E tudo que o Sante Padre Papa Bento XVI vem dizendo? E o Motu Proprio Summorum Pontificum? E sobre a Missa Tridentina ser A Missa por EXCELÊNCIA? E todos os erros que a Missa Nova apresenta a cada um de nós? Somos cegos ou não queremos enxergar? Começando pelas traduções deturpadas!

Agora me digam: o que há de errado com "o povo"? Como eu disse em um dos posts mais antigos: as pessoas podem se livrar do erro, mas por que não o fazem? É gostoso saber do certo e fazer o errado? E pior: se acham certos mas nem sabem do que a Santa Igreja tem passado. É triste. Muito, muito triste!

Essa semana que passou eu tive um mero desentendimento com uma pessoa que dizia coisas contraditórias em relação a Igreja Católica. Essa pessoa é da Renovação Carismática Católica (RCC) e me perguntou se eu ia a um retiro de uma diocese totalmente da RCC e da TL. Dizendo Eu que não, essa pessoa começou a me afrontar dizendo que eu preferia algo morto como a Tradição da Igreja e a Missa Tridentina, e ainda teve a coragem de me chamar de esnobe e lezado por não achar a mínima graça nem na RCC e nem muito menos nesse retiro ORDINÁRIO que acontece todos os anos no carnaval! O menino não tinha nem argumentos de defesa para com a diocese, ainda teve a audácia de dizer que quem abriu o Concílio Vaticano II foi Paulo VI (kkkkkkkkkk) e não João XXIII. Eu posso com isso? Estou me sentindo perseguido como o próprio Cristo foi. Ele ainda me disse com plena certeza que a igreja é santa e pecadora. Ora, como a Igreja é santa e pecadora se ela é assistida pelo Espírito Santo? Seria ele pecador? Óbvio que não! A Igreja é santa! Pecadores são as pessoas que a frequentam. Como posso debater com uma pessoa assim? Não posso! Essa é a resposta.

Hoje fui a Santa Missa Tridentina, celebramos o Domingo da Quinquagésima - Pré-Quaresma. Simplesmente a coisa mais linda!
Lembremos que nessa Quaresma, é dever de todo cristão, e pedido de Deus, que façamos penitência.
Peçamos perdão dos pecados dos outros, dos que já morreram e também dos nossos.

Que Deus em sua infinita misericórdia perdoe a cada um de Nós de um modo especial, e perdoe a todos aqueles que tapam seus olhos, ouvidos e boca para o que Deus tem a dizer e também aqueles que não se preocupam em buscar a sua santidade.
Que tenhamos uma boa Quaresma!

Sancta Dei Génetrix, ora pro Nobis!

Augusto Cesar.
(Magistri Officiorum Dei Ecclesiae Catholica).

Um comentário:

  1. Magnífico!

    Você sabe, mas vou comentar aqui.
    Te admiro muito. Vejo em você as ações da Providência que não desampara àquele que decide, por livre vontade, se entregar à Ela e a defender a Santa Igreja dos impugnantes inimigos do Pai.

    Parabéns, Guto.
    Continue assim, para ser santo assim como nosso Pai do céu é Santo.

    Salve Maria!

    ResponderExcluir

Que o Espírito Santo possa conduzir-te ao comentar esta postagem.

Qualquer comentário que seja contra o que aqui está escrito, não será aceito!

Salve Maria!