Páginas

sábado, 8 de janeiro de 2011

Batismo do Senhor!

A celebração litúrgica do Batismo de Jesus foi fixada no calendário romano para o segundo domingo ordinário em 1960 (no Brasil, após 1º de janeiro, ao primeiro domingo se transfere a Solenidade da Epifania, originalmente celebrada no dia 6; no domingo seguinte, portanto o segundo, festejamos o Batismo do Senhor a não ser que a Solenidade da Manifestação de Jesus caia, via transferência, em 7 ou 8 de janeiro - em outros termos, apenas quando o dia em que comemoramos o encontro dos reis magos com o Salvador, "dia de reis", em 6 de janeiro, é uma sexta ou sábado - quando, então, o Batismo do Senhor toma lugar na segunda-feira imediatamente após a Epifania. Esta festa encerra o Tempo do Natal). O rito do batismo era já um uso comum no judaísmo, só que o significado único dele era a purificação. A incorporação à vida divina provém da instituição por Cristo. O batismo de João tinha a finalidade de preparar as pessoas para receberem a graça superior do Verdadeiro Batismo, ou seja, o Batismo no Espírito, que foi instituído por Cristo.

João dá testemunho da grandeza de Cristo, dizendo que não é digno de desamarrar as suas sandálias. Isso nos mostra quão importante é, nos nossos dias, dar o devido lugar a Deus sem colocar as coisas da terra na Sua posição. O balão sobe mais quanto menos lastro tiver. Não quero dizer que as coisas da terra não tenham valor, como por exemplo uma amizade, que tem um grande valor. O erro está em dar um excessivo valor ao que em si não o tem, como o não ir à Missa no domingo por receber a visita daquele amigo. Isso é trocar o Amigo pelo amigo. Deus é o fim da nossa vida, tudo o que me ajudar a amá-lo mais é bem-vindo, mas não pode tomar o lugar de Deus.

Jesus não precisava ser batizado, mas quis recebê-lo para manifestar a sua glória e abrir-nos o céu. Com o seu batismo santificou as águas do mundo inteiro, que dariam a filiação divina a todos os que recebessem o batismo. Quando fomos batizados o céu se abriu para nós também. A sua porta continua aberta e só fechará se eu livremente a trancar com o pecado. Mas sempre poderei abri-la de novo com o sacramento da penitência.

Peçamos neste domingo uma grande docilidade ao Espírito Santo recebido no Batismo. Ele quer atuar como a chuva que desce do céu e não volta até ter regado a terra. Só assim, sendo gerado por Deus é que se vence o mundo, pois pelo batismo somos filhos de Deus.

Infelizmente nós católicos perdemos uma tradição muita bonita na Igreja; ainda existem lugares que o fazem: festejar e comemorar com mais alegria o dia do Batismo em vez do nascimento. O BATISMO É O NASCIMENTO PARA A VIDA NOVA.

Você sabe em que dia foi batizado? Em que dia nasceu para a vida no Espírito? Que nasceu para Deus?

Senhor Jesus, obrigado pelo dom do Batismo, graças ao qual posso chamar-vos Pai. Quanto amor para comigo! Dai-me a graça de corresponder fomentando a santidade inicial do batismo.

Seminarista Antônio Maldaner, LC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que o Espírito Santo possa conduzir-te ao comentar esta postagem.

Qualquer comentário que seja contra o que aqui está escrito, não será aceito!

Salve Maria!